terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Privatizações - Oposição de Edmilson e dos Urbanitários tira PPPs da pauta da Alepa


Edmilson fala aos trabalhadores urbanitários: manter a luta contra a ameça de privatização

A pressão dos deputados oposicionistas e do movimento sindical, especialmente o deputado Edmilson Rodrigues (PSOL) e o Sindicato dos Urbanitários, conseguiu que fosse retirar da pauta de votação da Assembléia Legislativa do Pará, nesta terça-feira, 20, o Projeto de Lei nº 210/2011, de autoria do Executivo, que autoriza a celebração de parcerias público-privadas para a administração de setores estratégicos do serviço público, como o saneamento, a segurança e a saúde. O projeto volta à pauta em 2012.

O projeto das PPPs, como ficou conhecido, é considerado a privatização de serviços essenciais. “Os recursos públicos não são do governo, mas têm que ser investidos em políticas de Estado em favor do povo e não do capital privado”, criticou Edmilson. Após a retirada de pauta, o psolista foi até a Praça Dom Pedro II, em frente à Alepa, comemorar com o movimento sindical que estava em frente ao prédio do Legislativo.

Edmilson alertou que o governo ainda não desistiu de criar as PPPs, mas possibilitou que a oposição ganhe mais tempo para se articular contra a proposição. “O governo tentou empurrar as PPPs na calada da noite, goela abaixo”, criticou, já que o PL deu entrada na Assembléia há poucos dias para ser votado em regime de urgência. “O projeto correu nas comissões para receber pareceres favoráveis. Inicialmente, conseguimos adiar a votação por três sessões e, na quinta-feira, 15, conseguimos encontrar uma brecha no regimento interno. Agora, com esse novo adiamento, o Legislativo se poupa de elamear mais uma vez esta Casa, que representa a soberania popular”, lembrou.

O PL também autoriza a criação de parcerias público-privadas para os setores de transporte público; produção e distribuição de energia elétrica; modernização da administração pública; assistência social; segurança, defesa, justiça e sistema prisional quanto ao exercício das atribuições passíveis de delegação; ciência, tecnologia e pesquisa; e outras áreas de interesse social e econômico.

Foto: Assessoria de Imprensa

Um comentário:

  1. GM TORRES(MÁRCIO SANTOS TORRES)10 de fevereiro de 2012 11:07

    Parabéns ao nosso líder cabano,o sempre combatível deputado do PSOL,companheiro Edmilson Rodrigues.Como sempre,tanto no parlamento quanto no executivo,o nosso ex e futuro prefeito continua fiél aos seus princípios,lutando para que os recursos provenientes de nossos impostos não sirva aos interesses do grande capital privado em detrimento às políticas públicas e sociais a favor do nosso povo,principalmente aos mais humíldes.Tudo isso nos mostra claramente que embora Rodrigues não esteja mais no partido que fundou e ajudou a construir,continua coerente e mantendo-se firme na defesa dos anseios e demandas da população paraense.Se for da vontade de Deus e da população,espero vê-lo,em 2013,no comando da nossa capital paraense,onde o povo vem sendo tão maltratado pelo atual gestor em todos os setores,principalmente na saúde.Desejo-te toda a sorte e proteção divina,pois os coveiros de sonhos(inimigos do povo)usarão de todos os golpes e baixarias,visando denegrir a sua imagem.Um grande abraço.

    ResponderExcluir